30/07/13

Meu...

– Ora bem, meu, eu... A sério, meu! Eu não tenho coragem para lhe dizer, meu!
– Não te preocupes, só tens de estar relaxado! Vais conseguir! Acredita!
– Não sei, meu...
E aqui está, eu também não sei uma coisa: do que é que eles falam?
– Eu já te disse que vai tudo correr bem, Ricardo!
Então, ele levanta-se e diz:
– Obrigado, Joãozinho, mas, perder o caderno, não é nada normal!
E eu que julgava que era algo amoroso...

Rickyoescritor, 11 anos, Pedroso, VNG


Desafio nº 48 – diálogo em que uma personagem tem um tique de linguagem

Sem comentários:

Publicar um comentário