30/07/13

Muito a sério!

– O chefe basou.
A sério?
– Sim.
A sério, não acho normal. Ainda agora chegou. Não achas estranho, a sério?
– Chefe é chefe! Não tem de dar satisfações.
– Achas? A sério!? E bulir, não? A sério
– Não refiles, Yuri.
– É que, a sério, não acho mesmo nada normal. Uma pessoa aqui a dar o litro, e aquele nem aquece o lugar. A sério… só visto!
– Por favor, pára! A sério, que o «a sério» me tira do sério."

Quita Miguel, 53 anos, Cascais


Desafio nº 48 – diálogo em que uma personagem tem um tique de linguagem

Sem comentários:

Publicar um comentário