19/07/13

Que emoção

Com amor espreitei, os ninhos dos passarinhos, com espanto, aversão, surpresa, tristeza, vejo aproximar-se, cheia de ciúme e cólera, uma cobra, que os ia devorando, com dor por pouco iam morrendo.
Ataquei-a. Muito orgulhosa, não queria, mas foi-se embora.
A minha ansiedade foi diminuindo, deu lugar a uma sensação de bem-estar, foi com alegria, afecto que me debrucei sobre os passarinhos, já libertos suspiraram aliviados livres do perigo. Que vergonha é a cobiça, suspirei com alegria, voámos.

Maria Silvéria dos Mártires, 67 anos, Lisboa

Desafio nº 45 – emoções (neste caso sem ser por ordem alfabética)


Sem comentários:

Publicar um comentário