29/07/13

Um Dia na Feira

Era dia de feira. Junto aos carrocéis via-se nos rostos das crianças ALEGRIA, DESCONTRAÇÂO, IMPACIÊNCIA, enquanto aguardavam mais uma corrida. Da barraca da corrida de cavalos, apostadores LAMENTAVAM as perdas.
No poço da morte, várias  pessoas assistiam NERVOSAS ao desenrolar do espetáculo.  
Do lado das farturas da D. Mariana, o cheirinho deixava-nos SERIAMENTE a pensar resistir àquele apelo aromático de açúcar e canela que se espalhava pelo recinto.
Foi  agradável, no final ninguém foi TRISTE para casa.

Rosélia Palminha, 65 anos, Pinhal Novo  


Desafio nº 45 – emoções por ordem alfabética

Sem comentários:

Publicar um comentário