26/09/13

Um Pedro triste

(O Rodrigo resolveu fazer um desafio especial – com todos os verbos iniciados pela letra p)

Pedro pecou. Sempre contra tudo. Parecia uma mente perversa mas possuía coração. Parava sempre para pensar: Não podia parecer estúpido!
Progrediu rapidamente, pois os seus desejos partilhavam a vida com ele.
Procurou, toda a vida, a mulher dos seus sonhos, mas pereceu infeliz.
Não podia permanecer triste, pois os seus dias, quer de vida quer de alegria, paravam de percorrer o seu caminho. Percebeu que tudo isto partia dos seus pecados.
Pereceu infeliz, apesar da sua sabedoria.


Rodrigo Mendes, 11 anos

Sem comentários:

Publicar um comentário