17/11/13

Consultório

Havia tantos pacientes no consultório que a tarefa de os contar não era simples.
Apesar de a timidez aconselhar o contrário, acontece que me sentei ao pé da velhota de sacola ao ombro.
– Espero não atrapalhar.
– Ora essa, menino, aqui connosco fica bem – esclareceu, começando a passar em revista os sítios onde estivera nesse dia. Falava sem ralhar, interrompendo, a espaços, as frases, para procurar, pela esquina do olho, a compreensão necessária para se consolar e esquecer.

Nuno Longle, 39 anos, Odivelas
Desafio nº 34 – grelha de 16 palavras obrigatórias

Sem comentários:

Publicar um comentário