01/11/13

Redonda redondinha

Adoro comer. Gosto de tudo, bem, quase tudo. Posso dizer que sou um bom garfo. Quando penso nos cozinhados da minha avó: bacalhau espiritual, frango acerejado, feijão com couve na panela de barro, umh, tão bom! E o bolo de chocolate, o seu arroz doce! Tanta coisa boa. Pois é, depois lá diz meu marido: Maria, estás redonda. Olho-me no espelho e tem razão. Redonda como uma bola de basquete que as de ténis são pequenas demais.

Carla Silva, 40 anos, Barbacena, Elvas

Desafio nº 53 – uma imagem, bola de basquetebol (literal ou metafórica)