30/04/14

Desafio nº 65

O que vos peço hoje é que trabalhem uma personagem: podem dar-lhe a personalidade, idade e aspecto que quiserem, mas preciso que me contem uma cena da vida dela. O único detalhe imposto é este: chama-se Pastorisa.


O nome presta-se a imensas interpretações, como calculam. A mim, levou-me a esta história:

A porta do gabinete abriu-se. Ao levantar os olhos, deparei-me com uma miúda magra, de olhar assustado e medo nos movimentos. Tinham-me avisado: seria um caso difícil. Percebi depressa. A dificuldade não seria o comportamento, mas sim a ausência dele. A mão que a segurava não afrouxava a tensão, pois fugiria. Levantei-me, fui até perto dela e ajoelhei-me. Ficámos da mesma altura.
– Chamam-lhe Pastorisa, senhora directora, ninguém lhe conhece outro nome.
– Olá, Pastorisa. Bem-vinda a esta casa.
Margarida Fonseca Santos, 53 anos, Lisboa
EXEMPLOS