24/08/14

Esperança

– Esperança Maria!
– Bem-vinda a casa.
Resmungou a madrasta perversa.
– Quando é que vais embora?
–  Sempre inconveniente, arrogante e pouco perspicaz
– Venho para ficar não sou uma miragem
– Os seus comentários deixaram de me meter medo
– Um descalabro de criança: triste, desobediente argumentou a madrasta
– Só queria umas migalhas de amor sem troça nem recriminações
– Não houve culpados no acidente, aproveitou a vida como um boémio
– Venho cumprir uma promessa, ajudar a recordá-lo feliz e descontraído, em PAZ.

Cristina Lameiras, 49 anos, Casal Cambra

Desafio nº 71 – frases de 2 a 12 palavras