18/08/14

Regras do galinheiro

Anda o galo a passear
Avista um lago e vai beber
Tem uma gola de invejar
Todos os outros vêm ver.

Salta aqui salta acolá
Este galo é um artista
Vê o mundo no seu atlas
E de colecção tem muitas latas.

Mas o galo continua ávido de beber
Malandreco como é trilha logo seu olhar
Tirando a rolha da garrafa do vinho.

Não podia, bem sabia
Eram as regras do galinheiro
Esperou o ralho, foi certeiro.

Ana Mafalda, 44 anos, Lisboa

Desafio RS nº 14 – três trios de palavras em anagrama