10/09/14

Valeu, enfim

Ludmila, marido e filhos viviam em regime de miséria. Nada podiam! Tudo faltava!
Viviam dos peixes, restos da feira de seus pais.
As crianças um dia, brincando com as escamas dos peixes, as colocaram nas unhas.
Ludmila viu.
Depois olhou para o estafermo do marido: Relaxado, garras enormes.
Uma ideia, como lamparina surgiu.
Aprenderia a cuidar de unhas, ele seria cobaia!
Aprendeu. Foi Difícil! Eram duras, sujeira colada como cimento.
Mas valeu! Conseguia assim o querido dinheirinho!

Chica, 65 anos Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil 
Desafio RS nº 17 – Ludmila Faneca