20/02/15

Viagem pelo tempo e pela vida

Pensava agora em tudo que fora. Em poucos, pouquíssimos minutos, tudo terminaria. Sentia um misto de alívio e dor. Esperara com demasiada ansiedade aquele dia, a próxima hora, o minuto derradeiro. Com a cabeça tomada pelas tantas lembranças, fez uma longa viagem pelo tempo e pela vida, em tudo que fora.  Quis o destino que eles não comparecessem, foi melhor.  Assim não testemunhariam tamanha derrocada. Era desolador, ultrajante, sentir, ver o completo nada em que se transformara.

Roseane Ferreira, Estado do Amapá, Macapá, Extremo Norte do Brasil.

Desafio nº 74 – nada em que se transformara

Sem comentários:

Publicar um comentário