12/04/15

Sentimentos

Formam um rio que canta
As lágrimas que por ti chorei
Assim como as noites perdidas
São tantas que já nem sei

Vivi à tua espera
Numa espera sem fim
Construindo vez após vez uma ponte
Desejando que voltasses para mim

Mas tu de mim fugiste
Para nunca mais voltar
Deixaste-me só e perdida
Com medo de amar

Como cabra doida e tresmalhada
Corro por entre mandrigais 
Jurando por tudo neste mundo
Que amar não quero mais

Carla Silva, 40 anos, Barbacena, Elvas

Desafio nº 87 – ponte, rio, cabra

Sem comentários:

Publicar um comentário