05/05/15

Loja de Antiguidades

Euclides andava por aqueles dias, cativo duma arreliadora tosse seca.
Suserano num feudo de peças antigas, uma havia que lhe estimulava os sentidos: um elefante em pedra-sabão, de dorso pavimentado a ágatas aventurinas e leitosas opalas.
A perfumar o pó da loja, entrava sem licença, um odor a lírio do campo, vindo da florista em frente.
Na escrivaninha dos comércios, Euclides usando o agrafador juntou folhas, onde declarava que o elefantezinho nunca seria vendido. 
Assim foi feito!

Elisabeth Oliveira Janeiro, 70 anos, Lisboa
Desafio nº 89 – hist c tosse+lírio+elefante+agrafador

Sem comentários:

Publicar um comentário