13/08/15

Negócio rentável

De intriguista a bruxa, já tudo lhe tinham chamado. Josefa não tinha papas na língua e punha a descoberto todas as tramoias. Prever o óbvio não era difícil, numa população imbecil. Porque haveria de lutar contra a ignorância? A mãe ensinara-a: “se não os podes vencer, junta-te a eles”. Era intriguista e bruxa? Montou um consultório e passou a dar consultas: adivinhava o futuro evidente, coscuvilhava e amealhava dinheiro. Josefa tirava bom proveito da fama que tinha.

Amélia Meireles, 62 anos, Ponta Delgada

Desafio RS nº 28 – Josefa, intriguista e bruxa

2 comentários:

  1. Um texto despachado sobre uma personagem despachada que despacha a vida. Escrito com muita desenvoltura sabendo respeitar a métrica das 77 palavras.
    Deu-me muito prazer ler.

    ResponderEliminar