15/12/15

Natal Isidoro

As batatas estavam descascadas, os ovos contados e as postas de bacalhau separadas para não se misturarem sabores e estragar a noite de consoada aos vegetarianos. Aparentemente, e segundo todos os cálculos, o jantar estaria pronto às 20:00, coisa rara naquela família onde a pontualidade nunca fora a imagem de marca. Mesa posta, prendas guardadas para ninguém cair na tentação antes da hora. Subitamente ouve-se um grito: não há gás! A tradição ainda é o que era!

Paula Isidoro, Mãe Natal desde 1997

Desafios nº 28 e 29 – Natal e Passagem de Ano
(ao que parece, é tradição de família...)

Sem comentários:

Publicar um comentário