04 fevereiro 2016

Esquece-me

Nada mais havia a fazer, estava tudo acabado. Já não tinhas remédio e nunca irias mudar.
Se tivesse evitado a conversa com os teus pais, de certeza que ia continuar iludida e a acreditar em todas as tuas mentiras.
Agora, restava-me assumir de uma vez por todas o que afinal sempre foste. Desde criança, sempre soubeste fugir a assuntos importantes e, nem com os avisos, aprendeste.
Mas, agora está tudo acabado entre nós. Esquece mesmo que existo.

Sara Catarina Almeida Simões, 28 anos, Coimbra

Desafio nº 103 – 3 frases impostas por ordem

Sem comentários:

Enviar um comentário