15 março 2016

Saudade

Nada havia a fazer.
Ao recordar os dias felizes,
sinto uma nostalgia que me invade a alma, 
uma dor que trespassa o coração
e dói, dói.
Ai...
Se tivesse evitado este sofrimento agora seria feliz,

teria o mundo a meus pés
um sorriso nos lábios e um coração aberto ao amor.
Agora resta a saudade de um amor perdido
mas não esquecido.
A felicidade de um tempo passado
e o pensamento de que um dia fui FELIZ.

Maria Madalena Moreira de Carvalho, 65 anos, Peniche 

Desafio nº 103 – 3 frases impostas por ordem

Sem comentários:

Enviar um comentário