02 abril 2016

Aquela manhã

Naquela manhã, quando acordou, os raios de sol que todos os dias entravam de rompante pela janela que nunca conseguia fechar por completo – há muito que precisava de ser arranjada – eram os mesmos de todos os dias.
“Preciso de mudar de vida”, pensou ele.
Levantou-se e calçou os chinelos de sempre.
Pegou na gilete, tirou toda a barba e foi para o duche. Quando terminou, limpou o espelho com a mão e, no vapor, não se reconheceu.

Susana Amorim, 40 anos, Lisboa

Desafio nº 105 – frase de Einstein

Sem comentários:

Enviar um comentário