09 abril 2016

Jantas?

Não percas a fé, filha.
Mãe, terminei o curso há dois anos, dois anos a procurar emprego,
É desesperante, currículo a mais para lojas, experiência a menos para
atelier.
Vou para fora.
Aparece qualquer coisa. Não almoças?

Não almoçou, não jantou. O roupeiro ficou vazio.
Todas as noites a mãe põe dois pratos na mesa. Janta sozinha.

O telefone toca, uma voz animada diz-lhe:
– Mãe, estou em Londres, arranjei um emprego.
Não, não, mãe, não vou jantar.


Maria Helena Mendonça, 59 anos, Santa Iria de Azóia

Desafio nº 105 – frase de Einstein

Sem comentários:

Enviar um comentário