21 abril 2016

Manias há Muitas

À época, vivia connosco o tio Policarpo. A casa cheia, albergava, as idiossincrasias de cada um.  A do tio Póli: fazer listas!
Ía haver festa grande na praceta.  Efeméride.
Na sanha compulsória, o tio exibiu o rol das incumbências:
– comprar papel de seda, fio grosso, cola, lâmpadas, balões,
– Está bem, tio.
– bebidas, carnes, peixes, bolinhos, confetis...
– Sim, tio.
– e, 
– providenciar instalação eléctrica, amplificador, estrado, pérgula,
– Vamos sair...
Ah!!  balcão de senhas e caixa de pagamentos
– Já saííííííííímos...

Elisabeth Oliveira Janeiro, 71 anos, Lisboa


Sem comentários:

Enviar um comentário