06 abril 2016

Valeu a pena

Agosto. Não me esquecerei.
Entendi o teu semblante. Senti a tua dor, o teu desgosto.
Foi-se a tua mãe querida desta vida.
Estive sempre lá, nunca a contragosto. Sabes quanto te gosto.
A tua sincera amizade, qual saco de mantimentos, qual mina de ouro!
Daí em diante, crescemos separadas. O tempo desgastou-nos. Mas nem por isso esvaziámos o saco ou a mina.
Valeu a pena, foi a gosto.
Agora sozinha… tenho terna, gostosa e saudosa lembrança desse Agosto…

Andrea Ramos, 39 anos, Torres Vedras

Desafio nº 50 – Com as palavras AGOSTO; A GOSTO; A CONTRAGOSTO; DESGOSTO

Sem comentários:

Enviar um comentário