31/05/16

O julgamento

O réu não dissera uma palavra até aí, ouvindo o que o juiz estava a proclamar com ar profissional. O advogado de defesa, o meu opositor, tentava atrapalhar o discurso, fingindo-se prestável. 
Mas eu bem sabia o que ele andava a planear. Via a grossa veia da sua têmpora a pulsar vigorosamente enquanto este observava o seu campo de batalha predileto.
Contudo, não é fácil explicar que ali muitos pensamentos traiçoeiros proliferavam entre os meus ingénuos colegas.

Inês Leitão, 12 anos, Porto

Desafio nº 107 - 10 palavras com PLR