30 julho 2017

Alda Gonçalves ― escritiva nº 22

Apanhado em flagrante...
Não resistia a caderninhos. Tinha imensos. Com pensamentos, com flores, com capas duras, plásticas, com imagens de celebridades, com frases de livros famosos.
Alguns oferecidos, outros comprados em papelarias finas, trazidos das mais diversas viagens.
Mas aquele ali, naquela feira de brique-à-braque era uma tentação. Olhou, folheou, cheirou. Até sentia o perfume da antiga dona. Olhou em volta, parecia ninguém estar a reparar, virou de costas e avançou.
O rapazinho tocou-lhe no braço e disse: — é meu.
Alda Gonçalves, 49 anos, Porto

Escritiva nº 22 ― apanhado em flagrante

Sem comentários:

Enviar um comentário