22 julho 2017

Catarina Azevedo Rodrigues ― escritiva nº 22

Tinha uns quinze anos e estava numa daquelas festas com pouca luz e muita música. Pouco adepta do abanar do capacete, encostei-me a um sofá de veludo numa de mirone. Com falta do que fazer, decidi brincar com o veludo do sofá ao qual estava encostada. Entretida com a brincadeira, senti o objeto da minha distração mexer-se. Afinal, o "braço do sofá" era a perna de um senhor que vestia bombazina e que, espantado, me olhava boquiaberto.
Catarina Azevedo Rodrigues, 44 anos, Venda do Pinheiro
Escritiva nº 22 ― apanhado em flagrante

Sem comentários:

Enviar um comentário