28/01/18

Joana Beleza ― desafio 35

De manhã bem cedo
Acordo eu
No pé uma barata,
No sapato um pigmeu.
Saí para a rua
(Nem me penteei)
Com os pés descalços
Mas a chaves do carro
Em casa deixei.
Olhei-me no espelho
Espelho que não tinha
Estava toda despenteada
Mas que sorte era a minha.
Estou toda atrapalhada
Com tudo a monte
Estou mesmo atrasada
No meu caminho estava um bisonte.
Chegando à escola,
Com tampa rosa,
Encontrei uma panela
Azul e amarela.
Joana Beleza, 6ºA, Escola Dr. Costa Matos, prof Cristina Félix 
A Borboleta, de Odylio Costa
Desafio nº 35 – partindo de dois versos de autor


Sem comentários:

Publicar um comentário