25/02/18

Beatriz Leandro ― desafio 35


Descalça vai para a fonte. Rosa é o seu nome.
 Todos os dias ela ia à fonte da aldeia, atirava uma moeda, desejava que a sua família fosse sempre unida.
Um dia perdeu-se no caminho para casa. Era de noite, não conseguia ver nada. Rosa encostou-se a uma árvore frondosa, sentiu-se com muito frio e adormeceu.
Essa árvore cobriu-a com um dos seus ramos. Ela acordou com uma grande claridade, abrindo os olhos disse.
Apaga-te, lua.
Os Poemas da Minha Vida, Mário Soares
Beatriz Leandro, 11 anos, Olhão, Escola EB 2/3 Professor Paula Nogueira, Prof.ª Cândida Vieira
Desafio nº 35 – partindo de dois versos de autor