27/02/18

Rodrigo Peres ― desafio 35

Era apenas um retrato de Luís Vaz de Camões que tinha só um olho e uma boca. Fui à rua e só via o retrato por todo o lado. Para qualquer lado que me virava não via outra coisa. Decidi fechar os olhos e voltar a abrir para ver se desaparecia, nada... Foram tantas vezes que até me doía os olhos de tanto abrir e fechar. Então quando acordei, percebi que tudo tinha deixado de fazer sentido.
Vieira, A. (1998). Poesia, Dois Corpos Tombando na Água. Editorial Caminho. Lisboa.
Rodrigo Peres, 11 anos, Olhão, Escola EB 2/3 Professor Paula Nogueira, Prof.ª Cândida Vieira
Desafio nº 35 – partindo de dois versos de autor


Sem comentários:

Publicar um comentário