29/04/18

Vasco Barros ― desafio 15


Não sei que cor são os navios
Quando estão a navegar
Parecem grandes nuvens
Sempre a flutuar.

Quando olho ao longe
Gosto de imaginar
Que estou dentro de um navio.
Com a cabeça sempre a sonhar.

No mar sinto-me bem
Seja num navio ou a nadar.
Sinto que faço parte dele.
A minha felicidade faz aumentar

Lá no fundo tenho medo
Que um dia tudo possa escapar
Seja numa grande onda gigante ou
Numa corrente de ar.
Vasco Barros, 12 anos, 6ºB, Olhão, Escola EB 2/3 Professor Paula Nogueira, Prof.ª Cândida Vieira
Desafio nº 15 com frase retirada de um livro
Não sei que cor são os navios … Numa corrente de ar.
POEMAS, Manuel Alegre, LEYA; Poema: Coração Polar

Sem comentários:

Publicar um comentário