22 junho 2018

Paula Castanheira ― escritiva 33


Contemplando o que restava da sede do rancho local, Adosinda, olhos húmidos, coração apertado, recorda o casario, que ladeava aquela rua, onde outrora bandos de crianças se atropelavam em sinfonias de brincadeiras. O pomar e o olival do avô, eram agora selvas intocáveis. Amiúde, alcateias famintas, desciam à aldeia, procurando sem sucesso, o alimento que a serra queimada lhes negava.
Aquela que já fora jardim da sua infância estava moribunda, atingida sem dó, pela lepra do esquecimento.
Paula Castanheira, 54 anos, Odeceixe
Escritiva 33 ― 7 nomes coletivos

Sem comentários:

Enviar um comentário