30/10/18

Rosário P. Rbieiro ― desafio 145


Sonhei que a noite dos meus dias começou quando o teu nome acabou, levando agarradas as memórias de tantos tempos vividos nos meus abraços. Sonhei também que os meus olhos passaram a olhar sem ver, que as palavras ditas ficaram sem nada por dentro, e que a minha voz se perdeu no eco. Acho que neste sonho negro o tempo se escoou contigo, e me deixou sem nada. Quando acordei, o teu silêncio estava ali. Tu não.
Rosário P. Rbieiro, 61 anos, Lisboa
Desafio nº 145 ― o dia/noite começou quando…

Sem comentários:

Publicar um comentário