17/11/18

Constantino Mendes Alves ― desafio 146


Era a primeira viagem de fiacre, era a primeira vez que saía da sua cidade natal. À sua espera, estariam novos colegas, novos professores, aprenderia álgebra, estudaria minuciosamente cada teorema, cada equação.
Tacitamente aceitava uma nova vida de estudo e de investigação, como um monge cuja religião era a sua Matemática. Mas era um jovem, ingénuo do mundo ainda na sua vagem, à espera de descobrir o derradeiro logaritmo de equação universal. Então explodiria o seu zesto.
Constantino Mendes Alves, 60 anos, Leiria
Desafio nº 146 ― palavras que não usamos

Sem comentários:

Publicar um comentário