18/01/19

Samuel F ― desafio 129


Era Natal, e Natália irradiava espírito natalício. Preparava com todo o afinco as últimas sobremesas para a ceia, até que, distraiu-se meio segundo e queimou as rabanadas. Não tinha tempo para as refazer, mas não podia haver Natal sem elas! Saiu de casa apressada, contrariando a sua usual natureza pacata, e dirigiu-se à pastelaria mais próxima. Naturalmente, estava fechada. Correu a cidade, até pôs à prova a sua habilidade de natação passando o rio. Derrotada, voltou com sardinhas enlatadas e dois pastéis de nata.
Samuel F, 15 anos, Escola Secundária de Odivelas, prof Helena Gameira
Desafio nº 129 – palavras que vêm de NATA

Sem comentários:

Publicar um comentário