01/08/19

Helena Rosinha ― desafio 180


Era negro o asfalto que percorria diariamente, um espaço delimitado por troncos de árvores pintados de branco. Na repartição bafienta onde trabalhava, a luz entrava tímida, condicionada pelas lâminas das persianas. Fortuito, o amor visitou-a entre as sombras da noite e a claridade das madrugadas. Tombou como viveu, sem esperança, sabia que o tempo é um velho corvo de olhos turvos, cinzentos. E o seu tempo esgotara-se em parcelas, faixas rarefeitas de vida a preto e branco.
Helena Rosinha, 66 anos, Vila Franca de Xira
Desafio nº 180 ― 10 palavras do livro que estamos a ler
 “O tempo é um velho corvo de olhos turvos, cinzentos.” Trabalho Poético, primeiro volume, de Carlos de Oliveira.

Sem comentários:

Publicar um comentário