10/08/19

Helena Rosinha ― desafio

Mal amanhece, Jocelina senta-se na soleira, caneca de café numa mão, a outra sacudindo da saia migalhas de pão imaginárias. Dali, assiste ao movimento diário de aviões, imune ao ruído ensurdecedor que atroa os ares, os olhos velados pela Sodade ― da ilha, do silêncio das madrugadas, do cheiro, da música do mar. Regressar para quê? Correu tempo, já não pertence lá, tampouco pertence a esta terra. É só uma velha no bairro de barracas junto ao aeroporto.
Helena Rosinha, 66 anos, Vila Franca de Xira 
Desafio nº 52 – uma história com música, ruído e silêncio

Sem comentários:

Publicar um comentário