18/08/19

Isabel Lopo ― desafio 181


O SOL queimava-lhe o corpo, o coração. A AREIA grossa magoava-lhe os pés nus. Fugia daquela terra maldita. ”O MAR levava as pessoas para longe”, LERA um dia. Deixava a terra, os AMIGOS, a vida destruída. Fora o fim da PICADA, perdera a cabeça e matara quem lhe roubara a mulher...
Fugia de si próprio, carregando o FARNEL que a Mãe apiedada lhe arranjara. No fundo, o CREME das queimaduras. Mas a honra, essa já ia queimada...
Isabel Lopo, Algarve
Desafio nº 181 ― sequência imposta sem praia

Sem comentários:

Publicar um comentário