03/10/20

Fernanda Malhão – desafio 137

O acender da chama

burro e a burra há anos dividiam o estábulo e as tarefas. Juntos trabalharam arduamente, tiveram burritos e fizeram muitas burrices. A paixão que os uniu, foi-se perdendo com o tempo. Um dia o burro quis resgatar essa paixão. Deu à burra uma rosa e a burra agradeceu, mas mandou-o logo para a eira trabalhar. O burro pensava que a chama se acenderia como um isqueiro, era só carregar num botão e pronto nasceria a chama!

Fernanda Malhão, 44 anos, Gondomar

Desafio nº 137 ― rosa, isqueiro, burro

Sem comentários:

Publicar um comentário