07/10/20

Fernanda Malhão – desafio 59

Não há como não se apaixonar pela boa literatura “infantil”. Na minha opinião, um bom livro não tem idade, não segue regras e não necessita muito texto. Até os livros que não tem texto, contam belas histórias. Uma história não tem de ter uma moral, não tem de servir para um propósito e não serve só para adormecer. Nas histórias não há limites, não existem impossíveis. Não há ninguém não goste de ouvir boas histórias, pois não?

Fernanda Malhão, 44 anos, Gondomar 

Desafio nº 59 – 14 vezes a palavra não

Sem comentários:

Publicar um comentário