11/10/20

Maria Silvéria dos Mártires – desafio 217

A bola

Vou batalhando e vivendo, eu ando devagar.

Com cuidado, ao alto jogas e se eleva a bola.

Descalças uma bota e zás caiu-te rapidamente.

Em cima do pé. Mas primeiro bateu e rasgou a minha bata. Olho e estavas caído e sem te conseguires levantar.

Meto-te no meu carro e a toda a pressa levo-te para o hospital.

Resultado uma lesão uma entorse sem gravidade. Precisas de repousar.

E não esqueças caminha sem ser preciso atropelares ninguém.

Maria Silvéria dos Mártires, Lisboa

Desafio nº 217 – batalhando letras

Sem comentários:

Publicar um comentário