08/01/21

Elsa Alves – desafio 173

Às vezes, tentava esquecer a situação. De manhã saía de casa, enervada. Tudo, porque, raramente, ouvia um elogio no serviço e isso, causava-lhe um mal-estar terrível. Lisboa era a cidade, onde, sempre, vivera. Adorava-a: gostava do bairro, dos vizinhos, tinha amigos.  Nunca pensara mudar-se para outro lugar. Mas, desanimava-se, por não ser mais recompensada, no trabalho. O director estava, constantemente, a implicar com ela. Não queria aborrecê-lo, nem criar problemas. E, assim, ia arrastando o seu quotidiano...

Elsa Alves, 72anos, Vila Franca de Xira

Desafio nº 173 ― «atrelando-me»