29 julho 2015

Na mira do coração

Alguns movimentos, do universo, nos deixam sem escapatórias.  Não adianta tentar burlar as leis naturais, querer desviar caminhos, fazer atalhos, se precipitar.
Só nos resta aceitar. Compreender, digerir, maturar, amadurecer. No mais é contemporizar. Deixa a “coisa” mais leve!
Certas paixões nos arrebatam, tiram do prumo, somos jogados fora do chão, e miramos um único alvo...
E desejamos invadir indefinidamente o amor. E por lá permanecer, pois que o mundo se torna algo à parte de tudo...

Roseane Ferreira, Estado do Amapá, Macapá, Extremo Norte do Brasil

Desafio nº 53 – uma imagem, bola de basquetebol (literal ou metafórica)

Sem comentários:

Enviar um comentário