17 maio 2016

O lápis

Marta deixa cair a caixa, espalhando todo o conteúdo e um lápis rola. Joana vê a minúscula mão da filha apanhar o lápis, que esconde rapidamente.
– Desculpa, mãe.
Sorriu para ela.
– Esse lápis é especial. A avó comprou-o quando foi a Fátima.
– É tão grande!
– Por isso gostava dele. O teu avô escondeu-o porque batia com ele no tio. 
Marta olhava a mãe muito espantada.
– Batias no tio?
– Oh, se batia! Não fizesse ele a minha vontade. 


Carla Silva, 42 anos, Barbacena, Elvas
Desafio RS nº 37
 – o lápis caído no chão

Sem comentários:

Enviar um comentário