14 junho 2016

Amor incondicional

Quando chegou à ilha, relampejava incessantemente… na confusão do porto, pelintragem e larápios, segurava a sacola com zelo. Sem protelar, perguntou, até alguém, atrapalhadamentelhe indicar a casa…
Entrou. Ergueu a lamparinaNo chão, trapalhos espalhados. Num canto, uma silhueta… parecia uma maltrapilha. Olhou-a… estava leprosa. Mesmo assim, calçou-lhe o sapato guardado na sacola. Perfeito! Era ela, sem dúvida… Vira-a uma vez, porém, apaixonara-se incondicionalmente. Queria falar-lhe, faltavam-lhe palavras.
Então, ficou ali, ao seu lado, em silêncio… 
Domingos Correia, 58 anos, Amarante

Desafio nº 107 - 10 palavras com PLR

Sem comentários:

Enviar um comentário