03 junho 2016

Tudo seria tão fácil

Após palmilhar sob a bruma que envolvia o pinheiral, sentei-me no chão repleto de folhas secas como se fosse uma poltrona.
Os melros palravam uma prolongada sonata. Inspirei-me, começando a compilar ideias mesmo sem sentido, singular ou plural.
Tinha-me comprometido publicar uma pequena história, apenas setenta e sete palavras.
Essa história iria juntar-se a muitas outras num enorme livro que seria distribuído pelo mundo.
Objectivo, aliviar as necessidades das crianças refugiadas.
Secar-lhes uma lágrima! 
Proporcionar-lhes um sorriso!         

Rosélia Palminha, 68 anos, Pinhal Novo

Desafio nº 107 - 10 palavras com PLR

2 comentários: