18 setembro 2016

77x77 - Luís Mourão

Sem hesitar o ator desenhou uma porta na abóboda do Teatro. Traçou-a no estuque com lápis grosso de grafite e depois pintou-a com aguada castanha para lhe dar espessura.
Orgulhoso olhou-a da plateia. Sentou-se e ficou à espera.
Mas, não aconteceu nada.

O homem olhou repetidamente o relógio em frenesim crescente. Comeu uma maçã, bebeu água e cansado de esperar subiu ao palco. Abriu as asas, voou docemente até ao teto, abriu a porta e saiu dali.

Sem comentários:

Enviar um comentário