22 novembro 2016

Enxofre

Se as autoridades eclesiásticas não tivessem deixado, por falta de sinceridade, as vítimas de abuso entre a cruz e a espada, haveria ocorrido no passado menos fatalidades. Infelizmente os clérigos preferiram lavar as mãos em inocência e enviaram as vítimas jovens aos quintos dos infernos.
Cegos, gritaram em coro: "foi culpa do diabo". Na realidade, os abusadores não tiveram cheiro de enxofre.
Respeitando os direitos da criança, eles devem reconhecer humildemente, sem rodeios, essa injúria do passado.
Theo De Bakkere, 64 anos, Antuérpia, Bélgica 

Desafio Escritiva nº 14 – direitos da criança

Sem comentários:

Enviar um comentário