11 novembro 2016

Não se faz!

Véspera de S. Martinho. O Zé e o Pedro, namorado da Ana, organizaram-nos uma surpresa.
Claro, que euforia!
Levamos castanhas, figos, nozes.
Eles, febras e vinhos.
Piquenique noturno, estava escuro, escuro como breu.
Estúpidas aceitamos, claro, sem saber condições. Espertos...
Acendeu-se a fogueira tornando o recinto mais claro.
Embriagaram-se, adormeceram. Estúpidos. O escuro e o frio intensificaram-se.
– Regressamos?
Mexe-te!
Espertos, durmam ao relento. Mexe-te!
– Iludem-se que são espertos, mas a estupidez faz parte do seu ADN. 
– MEXE-TE!!!...   
Rosélia Palminha, 68 anos Pinhal Novo

Desafio nº 112 – 3x5 palavras no texto

Sem comentários:

Enviar um comentário