20 dezembro 2016

Desafio Escritiva nº 15

Não sei se alguém se lembra desta notícia:
“Já não há açúcar nos supermercados de todo o país.”

Andávamos nós pelo ano de 2010 e eu já morava em Salamanca. Ora foi com extrema admiração que recebi uma mensagem da minha mãe que dizia o seguinte: “Esquece o presunto! Traz antes 10kg de açúcar!” Ora eu confesso que recebi a mensagem e achei que ela se tinha enganado ou que estava a brincar comigo, até começar a receber mensagens idênticas a pedirem que eu levasse açúcar para Portugal: era Natal e Natal sem doces é como ir à praia e não ver o mar!

Pois bem, imaginem que vocês querem dar um jantar ou um almoço para impressionar alguém e que, de repente, percebem que vos falta um ingrediente essencial. O que fazem? Como resolvem o problema? Eu costumo fazer assim:

Quando a campainha tocou, ela estava mais calma do que nunca. Depois de tanta correria, tinha conseguido que saísse tudo como o previsto. A calma devia-se a um certo estado de embriaguez e a culpa era do vizinho simpático (e atractivo). Ela só queria um bocadinho de vinho para terminar o risotto, mas ele insistiu, ofereceu-lhe um, dois, três copos e só parou quando ela suspirou: Tenho de acabar o jantar, o meu namorado está a chegar.
Paula Cristina Pessanha Isidoro, 35 anos, Salamanca
Desafio Escritiva nº 15 – falta um ingrediente e o jantar é dali a nada…

Sem comentários:

Enviar um comentário