01 fevereiro 2017

Pensamentos

Dispersa pelos pensamentos, sonho acordada, enquanto me imagino dentro de uma bola, daquelas que costumamos ver com neve que suavemente cai quando a agitamos… Imagino como os meus alunos irão conseguir construir estas bolas… mas, de repente, eis que começo a escutar ao longe um leve bater no vidro da bola… quem será que me chama? Quem será que quer entrar? Subitamente, o chamamento abranda, até parar! E eu consigo sair de dentro da bola de vidro!
Raquel Candeias,  36 anos, Montijo
Desafio RS nº 25 – dedos que batem no vidro (cena)

Sem comentários:

Enviar um comentário