21/06/12

E já começaram a chegar!!!


Se é resmungona, não gritam com ela. Será que faz sentido? Muitas vezes a Marta se pergunta por que razão a família não lhe dirige a palavra quando ela teima que lhe comprem alguma coisa. Um chocolate, umas gomas ou mesmo uma saqueta dos seus cromos preferidos. Não acontece nada. Nem gritos nem presente. Quando por fim desiste vencida pelo cansaço e se põe amuada, disparam aos gritos. Percebeu que se não é resmungona, gritam com ela.
Maria Jorge



«Mais vale um pássaro na mão, que dois a voar», diz a voz metafórica do povo. Mas a ganância do Luís leva o dito à letra, tentando capturar o máximo possível de aves, sobretudo aquelas cujo canto as torna preciosas.
O Francisco, rapazinho de sentimentos, é que não está pelos ajustes e sabota as armações do outro. A cada avezita que consegue livrar, diz:
Um, dois: mais vale a voar, pássaro, que na mão do passarinheiro.
Carlos Alberto Silva, Leiria



Sem querer não podes tudo!
Esse é um conselho de vida que hoje te dou...
Força, vontade, garra, dependem da vontade forte. Vai em frente!
Na vida não terás apenas molezas e facilidades, não.
Precisarás aprender a trilhar...
Pedras pelo chão hão de aparecer e delas, deves saber desviar...
Mas não precisas te afligir... A cada passo, a certeza do teu foco vai te acompanhar...
Segue caminho. Escolhe, mas nunca esqueces isso:
Podes tudo, não sem querer!
Chica, Brasil, publicado também no blogue



E chegou uma proposta livre de desafios, tal como as andorinhas...

Dentro do meu quinteiro (é uma espécie de pátio interior) vive um casal de andorinhas que se veste de preto e branco e desde muito cedo voa sem parar a construir o seu ninho.
Enquanto o constroem, "conversam" rodopiando todo o dia, em agitada comunicação de velocidade e som nas suas vestes impecáveis.
Ao fim do dia voam em volta da casa como se a vida fosse uma festa!
Quando nascerem as novas andorinhas, volto a escrever.
Maria Flor

4 comentários: